quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Em teus braços


E eu me envolvo não só no teu sorriso,
mas vou desfalecendo todas as angústias trazidas no peito
quando você me acolhe em seus braços
e lá posso sentir sua respiração e ouvir seus batimentos.
Não mais aquelas borboletas no estômago,
Agora só a paz, felicidade, querer bem.

E o silêncio.
O nosso silêncio.
O silencio que tem som.

Aquele som que me agrada os ouvidos
De embalar, que me desarma.
Meu lugar seguro, um ninho, cheiro familiar
Acompanhado de cafunés macios e lentos.
E é o único lugar pra onde eu queira fugir
Com algumas cheias colheres de carinho,
uma pitada de entendimento,
E gostinho de amor, do nosso amor.


2 comentários:

Além da máscara disse...

*.* #saudade

Larissa disse...

Que lindo, doido!