quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Coleciono risos

Sorrisos para mim não bastam. Crises! É, de risos. Gargalhadas autênticas. Espontaneidade. Pode parecer loucura, mas... Já que qualquer um pode ter a coleção do que quiser, eu tenho a minha. E posso afirmar que ela realmente me faz bem. Não só saio procurando a combinação perfeita do olhar sincero com a atitude que nos é natural por vezes involuntariamente. Eu busco fazer sorrir.
O sorriso é como um guarda-chuva. Aos pingos d'água, todos querem estar sobre a utilidade e efeito dele. E quando se encontra esse guarda-chuva tão acolhedor, quem quer mais sair de sua presença? Seu sorriso protegerá seu companheiro das lágrimas não só das nuvens, como de sua própria alma.
Fazer sorrir, meus caros, não deve ser função só dos palhaços de circo e humoristas da TV. A família, por exemplo, deve ser a primeira fábrica de sorrisos na vida de uma pessoa. Feliz é aquele que se alegra com sua família e agradece por ela todos os dias. Que consegue lembrar das melhores cenas, micos e situações que arrancaram de um ou todos, um simples sorriso ou aqueles de fazer xixi nas calças.
Mas sabemos também que há uma família que você tem a liberdade de escolhê-la. E essa família eu busco pelo simples gargalhar recíproco que provocamos um no outro. Sei o que pensas agora, leitor. Família, amizade, amor e vida não são sempre um mar de rosas. Há horas que você deseja matar seu vizinho, irmão, namorado, um amigo que pisou na bola com você. Mas claro que não literalmente. Bem, assim eu acredito.
Mas eis que como eu disse antes, meu sorriso sendo um guarda-chuva, logo sou um conforto inigualável para quem precisa. Logo sou ouvidos gentis, abraços solidários, uma música suave. E por vezes, um silêncio duvidoso. E quão maravilhosos são os amigos, que até nesse momento nos compreende. Uma telepatia estranha, um olhar confuso. Interrogações exclamativas e, no fim, nos rendemos ao ato mágico de sorrir.
Quero compartilhar alguns sorrisos de minha coleção com você. Charme, estranheza, espanto, meiguice, naturalidade, mistério, encanto, dúvida. Dentes brancos, com aparelho, banguelo, com gloss, só com manteiga de cacau. Mordendo os lábios, piscando um olho, pensando em alguém, fazendo bico, dando uma de modelo, um pouco sem noção. Mas, aceitando-se e deixando à disposição mais um guarda-chuva nesse meu mundo.



Para fazer valer meu título de amiga, não importa quantos guarda-chuvas for preciso eu abrir para cada um deles, eu abrirei. Porque não necessariamente quem está na chuva é pra se molhar. Obrigada por todos os momentos que vocês me proporcionaram e por aqueles que ainda virão.

Vamos! Acrescente o seu sorriso à minha coleção.
Se está em dúvida, eu dou o meu guarda-chuva de garantia. ^^

Lista de sorrisos da foto:
Delminha; Gisely; Guilherme; Mayara; Allandsson; Larissa; Nielly; Illana; Mariana; Rafaela; Sheyla; Laíse; Jéssica; Deborah; Tayná; Amanda; Júlia and me.

10 comentários:

Laíse Candido disse...

Adorei! Mas tbm, juntando as nossas gargalhadas fatais a gente é capaz de derrubar um prédio!

Xeruuuuuu!!!!
=DDDDDD

sheylastale disse...

uhuul, que legal!
olha, se um dia o vento estiver muito forte e vc precisar de ajuda pra segurar firme o seu guarda chuva, estarei disposta a segurar ele com vc!
te adoro jaqs, e uma palavra que define vc é realmente, sorriso! :*

Illana disse...

que liiindo, ameei ♥
caramba, como tu escreve bem, me empresta pro vest! :D

Geovanni Garcia Ferraz disse...

Texto perfeito,Jaqueline.Cada postagem,do blog,é melhor que a outra.

Ah,só uma pergunta:

Acho que já tenho minha vaga no seu guarda- chuva,né?


rsrsrs

A-Manda disse...

Banda do meu limão. ♥

Fábio disse...

Muito bom jaque, só ta faltando o meu ai não é?

Fellipe disse...

Muito massa vei ^^

Mas o mais legal mesmo e o sorriso do guiga ali ^^ ahsuuashuas ^^

Debs #) disse...

adoooro *-*
amei o texto e obrigada por me oferecer um cantinho do seu guarda-chuva ;D
sabes que o meu sempre estará à tua disposição ne, jaqs?
xeero!

Pimentel disse...

Adorei esse post e passei a ideia pro meu blog, se não se importa, claro.

beijos e você escreve muito bem ! parabéns

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.